16 de ago de 2010

PISTOLEIRO CEARENSE MATOU ONZE INOCENTES


Ceará: No período de 2005 a 2008, um homem, ou melhor, um menor aterrorizou a região do Vale do Jaguaribe na companhia de um maior.
O menor, que hoje é maior, é Genilson Torquatro Rocha, que está com 19 anos.
No período de 2005 a 2008, Genilson confessa ter matado onze pessoas, alguns por dinheiro e outros por maldade mesmo.
O seu comparsa era o temido pistoleiro Lucivando Saraiva Diógenes, o ´Gordo´, que morreu ao se confrontar com a PM.
Esta semana, a juíza de Jaguaretama, Samara Almeida Cabral, extinguiu todas as medidas socioeducativas aplicadas a Genilson.
Ou seja, os 11 assassinatos cometidos por Genilson, vão ficar por isto mesmo: impunes ou, melhor, sem a punição adequada.
Porém, no entanto, Genilson vai continuar na Casa de Privação Provisória da Liberdade do município de Caucaia.
É que Genilson além dos 11 homicídios que confessa ter praticado quando menor, praticou um homicídio depois que completou 18 anos.
Aí, por este crime, o criminoso teve a preventiva decretada. Por força desta decisão, Genilson aguarda o julgamento na cadeia.
Ufa!
Para a polícia, Genilson tem sangue de barata. É um matador. É frio e não demonstra qualquer arrependimento por ter tirado a vida de inocentes.
Inocentes como, por exemplo, a execução da estudante Ana Mônica Saldanha Barreto e de seu irmão, Tiago Barreto de Lima.

Fonte: http://portrasdasgradesrn.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.