2 de dez de 2010

OPERAÇÃO INTEGRADA DA POLÍCIA PRENDE 33 ACUSADOS NO RN

Em uma ação conjunta realizada durante esta quarta-feira (1), as Polícias Militar e Civil cumpriram mandatos de busca e apreensão em dez cidades do Rio Grande do Norte. O resultado da operação foi a prisão de 33 pessoas, sendo um menor de idade, acusadas de crimes de homicídios, roubos, assaltos e tráfico de drogas. As prisões aconteceram em Natal, Mossoró, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibu, Tibau do Sul, Maxaranguape,São Paulo do Potengi, Acari e Nova Cruz.

De acordo com o secretário de Segurança Pública do RN, Cristóvam Praxedes, o objetivo da operação também foi a prisão e o combate à entrada de criminosos no Estado durante o período do Carnatal, época de grande movimento nas rodovias. Além da ação preventiva, foram realizadas fiscalizações de veículos de passeio e de transporte, sendo vistoriados os passageiros de ônibus.

Em uma das “batidas”, realizadas em São José de Mipibu, a polícia recuperou um carro e uma moto roubados. Na zona Norte de Natal, na Avenida Bela Vista, foram localizados em duas sucatas carcaças de um Prisma, um KA, uma Fiorino e um Pólo. Ao todo, sete carros roubados e com impedimentos judiciais foram apreendidos. No local foram presos Carlos Antônio da Silva, João Paulo da Silva, Manoel da Silva Marques e apreensão de um adolescente.

Já em Mossoró, a Polícia Civil prendeu Janaína da Silva, de 24 anos, e Marcelo Martins da Silva, de 28 anos. Com a mulher foram encontrados folhas de cheques de vítimas de um assalto ocorrido no prédio da Defensoria Pública da cidade. Com o homem, ao qual foi expedido um mandato de prisão por tráfico, foi encontrada uma balança de precisão e sacos pra embalar droga.

Em Parnamirim, Maria das Dores Barbosa, a “Dora”, de 33 anos, foi presa portando três pedras de crack e igual número de tabletes de maconha. Apenas na cidade, seis mandatos de prisão relativa a traficantes e assaltantes foram cumpridos.
A atividade integrada contou com o Comando da Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) e da Delegacia Especializada na Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov).

O sub-secretário de Segurança Pùblica, Ben Hur Medeiros, declarou que um dos nomes mais perigosos retirados de circulação foi Erijânio Cléber Santos Silva, acusado de matar o agente penitenciário José da Silva Soares Júnior na Travessa Bom Jesus, em Brasília Teimosa, em 2006.

Um balanço parcial divulgado pelo delegado Geral da Polícia Civil, Elias Nobre, foram apreendidos ainda dois revólveres, 120 pedras de crack e uma porção da droga de 100 gramas.

Fonte: nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.