14 de abr de 2011

JUSTIÇA NEGA LIBERDADE A BRUNO, EX-GOLEIRO DO FLAMENGO


O ex-goleiro e capitão do Flamengo Bruno teve o pedido de liberdade negado na tarde desta quarta-feira (13) pelos desembargadores da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em Belo Horizonte.  O pedido de habeas corpus foi julgado por três desembargados e todos votaram para que o ex-camisa 1 do clube de maior torcida do Brasil permanecesse preso até o julgamento sobre desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do jogador.

Mesmo que a Justiça julgasse procedente o pedido, o goleiro permaneceria preso devido a outra condenação, proferida pela Justiça do Rio de Janeiro.

O caso

A polícia diz que Eliza Samudio foi sequestrada com seu filho - na época com quatro meses - no Rio de Janeiro, no dia 4 de junho e levada para Minas Gerais. A jovem teria sido mantida com o bebê no sítio de Bruno em Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dias depois, ela foi morta na casa do ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, em Vespasiano, também na região metropolitana. 
Apesar de a polícia ainda não ter encontrado o corpo de Eliza, o delegado que cuida do caso diz que as investigações concluem que ela está morta.

Quatro réus do caso ainda estão presos: o goleiro Bruno Fernandes, o amigo dele Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, o primo Sérgio Rosa Sales e o Bola, que é ex-policial civil.

Fonte: Tribuna do Norte
Via: O Guardião da Serra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.