23 de out de 2010

POLICIAIS QUE PARTICIPARAM DE CAPTURA DE ASSASSINO DE RADIALISTA SÃO CONDECORADOS

A Polícia Militar do Rio Grande do Norte (PM/RN) condecorou na manhã de ontem, no Quartel do Comando Geral, em Natal, os seis policiais militares do 6º Batalhão em Caicó que realizaram a captura de João Francisco dos Santos, também conhecido como “Dão”. Ele é o assassino confesso do radialista e jornalista Francisco Gomes de Medeiros, o F. Gomes, morto na noite de segunda-feira.

Os policiais militares homenageados foram: o cabo Alexsandro da Silva Santos e os soldados Sérgio da Silva Dantas, Francisco Araújo de Azevedo, Bruno Belizário Smith Nóbrega, Fabiana Araújo Medeiros da Silva e Joaci de Medeiros Lopes. Todos receberam a medalha do Mérito Profissional Coronel Bento Manoel de Medeiros. Ao término da solenidade a tropa desfilou em homenagem aos agraciados.

Após atirar no jornalista, “Dão” teria fugido na moto e, mesmo com poucas informações que pudessem identificá-lo, os policiais militares acabaram conseguindo localizá-lo e prendê-lo poucas horas depois do crime. No entanto, como não foi reconhecido pelas vítimas (ele usava capacete na hora do homicídio), o suspeito foi liberado pelo delegado George Davi, titular da delegacia de Caicó, após o interrogatório.

O trabalho dos PMs continuou e no início da manhã seguinte, eles encontraram em um matagal do bairro Paraíba, por trás do Batalhão de Engenharia de Construção do Exército, roupas iguais a que estariam sendo usadas pelo atirador. Além de uma jaqueta que é utilizada pelos mototaxistas da região, utilizada como disfarce, foram encontrados um jeans, sandálias e camisa. Um capacete cinza, igual ao descrito por testemunhas da fuga do atirador, também foi encontrado.

O delegado Ronaldo Gomes, que assumiu a investigação do homicídio, pediu para que os policiais fossem novamente atrás de “Dão” e o encaminhasse, mais uma vez, para a delegacia. Com os novos depoimentos, o suspeito acabou confessando o crime e os motivos pelo quais tirou a vida do jornalista.

Via: Tribuna do Norte
FONTE: Sd Glaucia

2 comentários:

  1. É uma pena que a Polícia Militar do RN para condecorar algum policial militar, seja alguém de destaque! Quantas e quantas Ocorrências Policiais Militares já aconteceram, de maior gravidade do que o caso de F. Gomes, o qual é merecedor do nosso reconhecimento e não foram condecorados. É preciso evoluir e tratar todos com isonomia ou seja igualdade. Esse é meu ponto de vista e não críticas.

    ResponderExcluir
  2. Há a necessidade urgente de se fazer um trabalho investigativo junto à Polícia Civil de Caicó / RN. O MP deve investigar a origem do patrimônio de determinados servidores desta DP, tem deles levando uma vida incompatível com as suas rendas. Quem sabe não sejam eles aliados dos mentores da morte do jornalista F. Gomes.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.