15 de abr de 2011

COMEÇA SELEÇÃO DE POLICIAIS QUE IRÃO ATUAR NA "RONDA CIDADÃ"

O Programa Ronda Cidadã, que será implantado no Rio Grande do Norte neste mês de maio, viveu seu primeiro momento prático nessa quarta-feira (13), com integrantes da 1ª Companhia do 4º Batalhão da Polícia Militar, na zona Norte da capital.

O coordenador de Programas para a Cidadania, tenente-coronel PM Jânio Marinho da Silva, iniciou o processo de seleção da equipe. Na primeira fase, serão escolhidos os policiais; depois, haverá a capacitação e, por fim, a implantação da Ronda Cidadã.

O primeiro bairro de Natal a ser beneficiado será o de Nossa Senhora da Apresentação, na zona Norte, onde serão instaladas Bases em Jardim Progresso, Planície das Mangueiras e Parque dos Coqueiros.De acordo com o tenente-coronel Marinho, a opção pelo bairro surgiu a partir da grande quantidade de ocorrências, sendo a maioria relacionada a crimes contra a vida e contra o patrimônio. Cada Base contará com seis policiais militares, uma viatura, duas motocicletas, além de integrantes da Polícia Civil e da Guarda Municipal.

A principal meta da Ronda Cidadã é agir preventivamente, dentro da filosofia da Polícia Comunitária, que trabalha integrada com moradores, instituições religiosas, comerciantes, escolas, clubes de mães, associação de idosos, conselhos comunitários. “A Polícia Comunitária age ouvindo a comunidade e seus anseios, sendo um agente pacificador e, sempre que possível, resolvendo a situação na própria comunidade, mas quando isso não é possível, os policiais atendem a ocorrência e encaminham aos órgãos competentes”, explica o sargento PM Vantuil Carvalho, que auxilia o tenente-coronel Marinho.

Cerca de dois mil policiais militares do Rio Grande do Norte têm o curso de polícia comunitária. Os que forem selecionados para a Ronda Cidadã passarão por capacitação/requalificação, durante 44 horas, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento da Polícia Militar (CFAPM), no conjunto Potengi, zona Norte de Natal.
Eles terão aulas de mobilização comunitária, mediação de conflito, gerenciamento de crise, defesa pessoal, prática de tiro no método Giraldi (essencialmente orientado aos Direitos Humanos), entre outras disciplinas. “O policial da Ronda Cidadã terá que ter iniciativa. Ele vai atender a ocorrência, acalmar os ânimos, gerenciar a situação e encaminhar para a solução. Atuaremos a partir da estatística que será passada pelo Ciosp (Centro Integrado de Operações de Segurança Pública)”, reforça o tenente-coronel Marinho.

O Ronda Cidadã é um projeto de curto, médio e longo prazo. Em Mossoró e Caicó, começará a ser executado no segundo semestre deste ano. O tenente-coronel Marinho explica que as Bases Móveis serão outros destaques da Ronda Cidadã, onde dez policiais percorrem a comunidade à pé, ao estilo “Cosme e Damião”, conversando com populares, coletando dados, conhecendo a realidade daquela região.

O Projeto será institucionalizado, ou seja, passará a ser um programa de governo, facilitando, assim, a busca de recursos para sua manutenção e ampliação junto à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), por meio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). A Ronda Cidadã foi apresentada à governadora Rosalba Ciarlini pelo secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Aldair da Rocha.

Fonte: nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.