23 de abr de 2011

PM PRESO POR DUPLO HOMICÍDIO É PRESO FORA DA PRISÃO ATIRANDO NO SOGRO

O policial militar Haroldo Oliveira Silva, preso preventivamente desde dezembro de 2008 no II Batalhão de Policia Militar em Mossoró, por ter executado friamente o casal de jovens Dayff Kennedy, de 22 anos, e Sanelle Lauane, 17 anos, na cidade de Martins, ganhou liberdade e continua dando trabalho à polícia.

De acordo com denúncias, ele anda armado com uma pistola 9 milímetros, que é de uso restrito das forças armadas e tentou matar o sogro, em Campo Grande, nesta quinta-feira (21), depois de uma discussão para vê o filho.

Como não conseguiu acertar os tiros (a vítima correu com a família pra dentro de casa), o PM Haroldo atirou várias vezes no veículo do sogro, que pediu socorro, por telefone, à Policia Militar. A sorte é que a Policia Civil e Militar faziam um trabalho de rotina na região.

O Grupo Tático de Operações de Assu chegou rápido ao local e efetuou a prisão do PM Haroldo, que deveria está preso em Mossoró. O acusado e agora suspeito em outro crime foi autuado em flagrante por posse ilegal de armas pelo delegado de plantão de Mossoró, Cleiton Pinho, que é titular da Delegacia de Policia Civil de Apodi.

O delegado Cleiton Pinho explicou que o PM Haroldo Oliveira, dependendo do teor dos depoimentos das vítimas em Campo Grande, poderá responder também por tentativa de homicídio. Tudo vai depender do que for investigado de agora em diante.

No caso da Justiça não ter dado ao PM Haroldo o direito de visitar familiares nesta páscoa, considerando sua periculosidade, o comando geral da PM vai deve abrir uma investigação para descobrir quem permitiu que o PM saísse da cela que estava recolhido no II BPM.

O crime praticado pelo PM Haroldo em Martins, no dia 13 de dezembro de 2008, causou grande comoção popular. O jovem casal foi brutalmente assassinado e teve seus corpos jogados numa região de penhasco. O caso foi investigado pela delegada Sheila Almeida.

As provas técnicas (balísticas) contra o suspeito são tão contundentes, que vários pedidos de Habeas Corpus já foram ingressados na Justiça e todos foram negados. Se que o último no dia 22 de novembro de 2010. Para a Justiça, o PM Haroldo é muito perigoso.

Fonte: nominuto.com

Um comentário:

  1. errar é humano.... pessi
    stir no erro é burrisse. pague suas merdas.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.